domingo, 31 de janeiro de 2010

Cantos para a Quaresma


Conforme prometido, aí está minha sugestão de cantos para os encontros da Quaresma.
Não postei os cantos da Campanha da Fraternidade porque já enviei, na postagem anterior, o site para o download do cd.
Esta folha de cantos está sendo sugerida para os encontros, ofício divino, celebração da Palavra, e não para celebração eucarística, pois nem todos os cantos são litúrgicos, apesar de serem todos religiosos.
A Quaresma é um período que temos que vivê-lo fazendo a experiência do perdão, oração, jejum e da caridade e não falamos nem cantamos o "aleluia" e o "glória".
Bom, agora é só preparar os encontros, meditando sobre a Campanha da Fraternidade, mas tendo o cuidado de não transformar os encontros em "estudo da cartilha da campanha" , pois eles deverão  ter a espiritualidade quaresmal, com a centralidade no Mistério Pascal de Jesus.


Quaresma
Folha de Cantos
1. Mantras
1.1. Onde reina o amor, fraterno amor,
Onde reina o amor Deus aí está

1.2. Teu sol não se apagará, tua lua não terá minguante
Porque o Senhor será a tua luz, ó povo que Deus conduz!

1.3. Mesmo as trevas, não são trevas, para ti a noite é luminosa como um dia.

1.4. Deus é amor, arrisquemos viver por amor
Deus é amor, ele afasta o medo

1.5. O auxílio virá do Senhor, o Senhor, o nosso Deus, 
Que fez o céu e a terra, o céu e a terra

1.6. Minh’alma tem sossego em Deus, só em Deus, que é fonte de salvação.
Sim, só em Deus minh’alma tem sossego, nele encontro a paz

2. Salmo 51
Senhor Deus, misericórdia!
1. Misericórdia de mim, Deus de bondade,
Misericórdia por tua compaixão!
Vem me lavar das sujeiras do pecado
Vem me livrar de tamanha perdição!
2. Reconheço toda a minha maldade,
Diante de mim a vastidão de minha ofensa...
Foi contra ti, meu Senhor, o meu pecado,
E pratiquei o que é mal em tua presença!
3. Bem sei da retidão dos seus mandados
E da verdade que teu falar propõe,
Mas te lembras, eu nasci já na maldade
E no pecado concebeu-me minha mãe
4. Que tu amas a verdade sei e sinto
E me ensinas o saber do coração
Vem me banhar com tua graça e serei limpo
Mais puro que um capucho de algodão!
5. Faz-me escutar uma palavra de alegria
E assim contentes vão dançar os ossos meus;
A minha culpa apagarás em pleno dia
E os meus pecados faz sumir dos olhos teus!
6. Cria em mim um coração imaculado,
Não desprezes a poeira que criaste,
Não me ponhas para fora do teu lado
E teu Espírito não te afaste deste traste!
7. Que teu perdão me inunde de alegria
E um espírito generoso me sustente,
Ensinarei aos maus as tuas vias,
Será imensa a procissão dos penitentes!
8. Vem me livrar de toda morte violenta
E tua justiça, ó meu Senhor, irei gritando
Abre meus olhos e esta boca bem atenta
O teu louvor alegremente irá cantando!
9. Pois tu não queres sacrifício nem oferta,
Meu sacrifício é meu espírito contrito
Um coração que esmagado se converta
Tu não desprezas, nem te vai despercebido!
10. Derrama, enfim, tuas graças em Sião
Vem reconstrói as ruínas do teu povo
Aceitarás as oferendas e oblações
Receberás em teu altar um culto novo!
11. Louvor a ti o universo todo adora,
Tu és a paz, a vida plena e o perdão.
Do mundo inteiro vem a prece que te implora,
Ó vem depressa e dá-nos tua salvação.

3. Segura na mão de Deus
1. Se as águas do mar da vida quiserem te afogar
Segura na mão de Deus e vai
Se as tristezas desta vida quiserem te sufocar
Segura na mão de Deus e vai
Segura na mão de Deus, segura na mãe de Deus,
Pois ela, ela te sustentará
Não temas segue adiante e não olhes para trás
Segura na mão de Deus e vai
2. Se a jornada é pesada e te cansas da caminhada
Segura na mão de Deus e vai
Orando, jejuando, confiando e confessando
Segura na mão de Deus e vai
3. O Espírito do Senhor sempre te revestirá
Segura na mão de Deus e vai
Jesus Cristo prometeu que jamais te deixará
Segura na mão de Deus e vai

5. Eu creio num mundo novo
Eu creio num mundo novo, pois Cristo ressuscitou!
Eu vejo sua luz no povo, por isso alegre estou!
1. Em toda pequena oferta, na força da união
No pobre que se liberta, eu vejo ressurreição!
2. Na mão que foi estendida, no dom da libertação
Nascendo uma nova vida,eu vejo ressurreição!
3. Nas flores oferecidas e quando se dá perdão,
Nas dores compadecidas, eu vejo ressurreição!
4. Nos homens que estão unidos com outros, partindo o pão,
Nos fracos fortalecidos, eu vejo ressurreição!
5. Na fé dos que estão sofrendo, no riso do meu irmão, 

Na hora em que está morrendo, eu vejo ressurreição!

6. Um certo dia
1. Um certo dia à beira mar, apareceu um jovem galileu
Ninguém podia imaginar que alguém pudesse amar do jeito que ele amava
Se jeito simples de conversar tocava o coração de quem o escutava
E seu nome era Jesus de Nazaré
Sua fama se espalhou e todos vinham ver
O fenômeno do jovem pregador que tinha tanto amor.
2. Naquela praia, naquele mar, naquele rio, em casa de Zaqueu
Naquela estrada, naquele sol e o povo a escutar histórias tão bonitas
Seu jeito amigo de se expressar enchia o coração de paz tão infinita
3. Em plena rua, naquele chão, naquele poço e em casa de Simão
Naquela relva, no entardecer, o mundo viu nascer a paz e uma esperança
Seu jeito puro de perdoar, fazia o coração voltar a ser criança
4. Um certo dia, ao tribunal, alguém levou o jovem galileu
Ninguém sabia qual foi o mal, e o crime que ele fez, quais foram seus pecados
Seu jeito honesto de denunciar mexeu na posição de alguns privilegiados
E mataram a Jesus de Nazaré, e no meio de ladrões puseram sua cruz
Mas o mundo ainda tem medo de Jesus, que tinha tanto amor...

7. Unção
Oh vem Espírito Santo, vem repousar sobre mim
Me unge com óleo santo, cheiroso como alecrim
E e e e e o, e e e e e a, e e e e e o, com óleo vem me banhar

8. Canção dos imperfeitos
E se for pra semear a esperança num jardim
E se for pra desculpar uma criança eu digo sim
E se for pra perdoar não tenho escolha
Também sou pecador, também preciso de perdão
Não sou santo nem sou anjo
Nem demônio eu sou só eu
Imperfeito, insatisfeito, mas feliz, aqui vou eu
Eu sou contradição, eu sou imperfeição,
Só Deus é coerente...
Já sorri, já fiz feliz, já promovi, já elevei
Já chorei, já fiz chorar, já me excedi, já magoei
Eu tenho coração mas sou contradição
Só Deus acerta sempre...
Por isso eu canto esta canção, canção de amor arrependido
Ao Deus que é pai, ao Deus que é paz, ao Deus que é luz, ao Deus que é vida
Pois quando a gente cai Deus age como Pai
Perdoa, perdoa...
E torna a perdoar e ensina como amar
Eu sou contradição, eu sou imperfeição,
Mas Deus... Ele é perdão!

9. Canção do Amor Talvez
1.O amor talvez é como o sol, nas trevas de alguém
O amor é dar abrigo, quando a tempestade vem
E quando tudo é escuro e a vida é solidão
O amor é que ilumina o coração!
2. O amor talvez é a janela que a luz do sol nos traz

Nos convida a olhar por ela e mostra muito mais
E mesmo quem não queira ver, o sol com sua luz
O amor suavemente ao sol conduz.
O amor quem sabe é como a flor, talvez o mal-me-quer, 
Pra qualquer um, é gozo, é dor, um jeito de querer
Tem gente que até mesmo diz que amou e é infeliz 
E existe até quem se cansou e nunca mais tentou
3. O amor talvez se faça, de conflitos e paixões, 
Ou das cinzas que era palhas, resquícios, ilusões.
Mas se eu viver mil anos, e então recomeçar, 
Lutando pelo amor, vais me encontrar!

10. Prova de amor
. Prova de amor maior não há, que doar a vida pelo irmão!
1. Eis que eu vos dou o meu novo mandamento:
“Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado!”
2. Vós sereis os meus amigos, se seguirdes meu preceito:
 “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado!”
3. Como o Pai sempre me ama, assim também eu vos amei:
“Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado!”
4. Permanecei em meu amor e segui meu mandamento:
“Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado!”
5. E chegando a minha Páscoa, vos amei até o fim:
“Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado!”
6. Nisto todos saberão, que vós sois os meus discípulos:
“Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado!”

11. Bênção da Refeição Fraterna – Quaresma
      C: Irmãs e irmãos,
           Louvemos o Senhor porque ele é bom!
      T: Eterno é seu amor!
      C: Louvemos a Deus porque ele nos amou primeiro!
      T: Eterno é seu amor!
      C: Por todas as maravilhas de Deus em favor do seu povo, bendizemos ao Senhor!
      T: Graças a Deus!
1. Para nós é um prazer bendizer-te ó Senhor
Celebrar o teu amor por Jesus teu bem querer
Celebrar o teu amor por Jesus teu bem querer
2. Te louvamos, ó Senhor pela nossa longa história
Que revela tua glória, teu poder libertador
Que revela tua glória, teu poder libertador
3. Hoje o sangue semeado frutifica em louvação,
Pois não há libertação, sem o sangue derramado.
Pois não há libertação, sem o sangue derramado
           Apresentando a comida:
4. Ó Senhor, te bendizemos por comida tão gostosa,
Que com mãos bem generosas, entre nós partilharemos!
Que com mãos bem generosas, entre nós partilharemos!
Apresentando a bebida
 Ó Senhor, te bendizemos por beber de tal delícia,
Que entre nós com alegria como irmãos dividiremos!
Que entre nós com alegria como irmãos dividiremos!
5. Hoje o tempo é de graça, de oração e de partilha
De seguir Jesus na trilha de uma cruz que lhe livra e salva
De seguir Jesus na trilha de uma cruz que lhe livra e salva
6. Finalmente a nossa boca que se abra por teu Filho
E seguindo o seu ensino o teu santo nome invoca

Pai nosso...
Amém, assim seja!

12. Abertura
Em nome do Pai de todos os Povos,
     Nós estamos aqui!
Em nome de Deus de todos os nomes
- Javé, Obatalá, Olorum,
Maíra de tudo, excelso Tupã,
     Nós estamos aqui!
Em nome do Filho, que a todos os povos nos faz ser irmãos e irmãs,
     Nós estamos aqui!
Em nome do Espírito de amor que está em todo amor,
     Nós estamos aqui!
Em memória da páscoa de ...
Nós estamos aqui!
Em nome das vidas dadas pela Vida,
Dadas pelo Reino, cantamos, Senhor!
Pai-nosso, dos pobres marginalizados!
Pai-nosso, dos mártires, dos torturados!
Teu nome é santificado naqueles que morrem defendendo a vida.
Teu nome é glorificado quando a justiça é nossa medida.
Teu reino é de liberdade, de fraternidade, paz e comunhão;
 Maldita toda violência, que devora a vida pela repressão.
Queremos fazer tua vontade; és o verdadeiro Deus libertador.  
Não vamos seguir as doutrinas corrompidas pelo poder opressor.
Pedimos-te o Pão da vida, o pão da segura, o pão das multidões, 
O pão que traz humanidade, que constrói a vida em vez de canhões. 
Perdoa-nos quando por medo, ficamos calados diante da morte!
 Perdoa e destrói os reinos em que a corrupção é a lei mais forte.
Protege-nos da crueldade do esquadrão da morte, dos prevalecidos.
Pai-nosso, revolucionário, parceiro dos pobres, Deus dos oprimidos!

13. Louvação - Quaresma
1. É bom cantar um bendito, um canto novo, um louvor (bis)
Ao Deus do povo oprimido que ouviu do pobre o clamor (bis)
2. É bom cantar um bendito, um canto novo, um louvor (bis)
Ao Deus que manda o seu Filho dos pobres o libertador (bis)
3. É bom cantar um bendito, um canto novo, um louvor (bis)
Um povo unido e forte em que se louva o Senhor

14. Louvação – Quaresma
1. É bom cantar um bendito, um canto novo, um louvor (bis)
Ao Deus que em tempo propício sua graça derramou (bis)
2. É bom cantar um bendito, um canto novo, um louvor (bis)
Ao Deus que ao povo escolhido tantas vezes escutou (bis)
3. É bom cantar um bendito, um canto novo, um louvor (bis)
Um povo arrependido louva e bendiz ao Senhor (bis)

Nenhum comentário: